sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Mudanças X tempo - Teruo Yamada

Foto:UNIVERSO - Fim de tarde em Pioppe di Salvaro -Itália

Os dois temas sempre geraram muita controvérsia e muito assunto até hoje.
Se você sente os dois muito presentes em sua vida se prepare: você não é o único.
Todos nós estamos sentindo grandes mudanças, pelo menos aqueles que estão conectados, prestando a atenção em si mesmo e ao seu redor. Para o restante que leva a vida no piloto automático poderão se surpreender com algumas turbulências e terão que pegar o manche de volta nas mãos para que não se quebre todo com a queda.
Sentimos ao nosso redor duas coisas muito fortes: a sensação que o tempo corre mais que nossos pensamentos, nossos sentimentos, a outra coisa é que estamos sentindo mais que nunca uma força aliado um desejo de mudança.
As mudanças sempre são necessárias em nossas vidas, elas nos remetem ao novo.
Estamos abandonando velhos padrões, velhas roupagens, velhas máscaras e estamos abrindo espaço para o novo entrar.
O fator tempo é decisivo para isso, quanto mais você colaborar com a velocidade da mudança, mais você estará colaborando com o fator tempo, isto quer dizer: o tempo estará ao seu favor.
Você não vai mais sentir que está patinando ou andando para trás fazendo movimentos positivos ao seu favor, não estará mais repetindo velhos erros, velhos padrões de comportamento, e isto abre sempre uma nova perspectiva, um novo horizonte.
Hoje corremos atrás do prejuízo, sentimos a violência ao nosso redor, sentimos a falta de amor, a falta de atenção de todas as pessoas para com todas as outras.
Isso porque habitamos o mesmo planeta, o mesmo espaço.
Olhamos ao nosso redor e não vemos mais um muito obrigado, um simples por favor.
Sentimos as pessoas se retraindo, se tornando mesquinhas e violentas, estão se perdendo em seus próprios mundos, olhando para o seu próprio umbigo e se esquecendo que aquilo que fazemos aos outros estaremos fazendo a nós mesmos, isto é uma Lei Divina.
Aquilo que desejamos aos outros receberemos o mesmo ou até mais em nossas vidas.
Se desejamos o bem estaremos recebendo o bem, se desejamos o mal, estaremos trazendo o mal para entrar em nossas vidas.
Muitos de nós engataram a primeira marcha e estão indo desenfreadamente sem olhar para o lado, sem perceber todos os sinais que a vida nos dá. Nos sentimos às vezes únicos, únicos no sentido mais negativo, “egoísmo” isso sim!. Achamos que somente nós temos problemas, que nosso umbigo é maior que do vizinho e portanto nos tornamos nossa própria vítima.
Sentir-se apegado ao vitimismo é a doença do século.
Sentir-se vítima fazemos como que chamemos atenção desnecessária.
Sentir-se vítima chamamos a atenção indevida a nós mesmos e nos identificamos com o papel de vítima e nos sentimos importantes. Não abandonamos esses padrões por nada, infelizmente é a nossa forma de chamar atenção.
Poderíamos nos sentir vitoriosos, arregaçar as mangas, botar o velho pra correr e renascermos, mas preferimos o papel do coitado, é mais fácil, é mais cômodo e assim envelhecemos, sem coragem, encurralados por nós mesmos.
Não somos capazes de adotarmos novas atitudes, somos incapazes de tentarmos pelo menos o novo.
Somos incapazes de sermos felizes e o pior, jogamos a culpa no vizinho, no nosso companheiro, nos nossos amigos ou em nossos familiares.
Não percebemos a nossa falta de comprometimento com a vida e com nós mesmos.
Somos totalmente responsáveis pelos nossos atos.
Somos totalmente responsáveis pelos nossos infortúnios.
Mas também somos responsáveis pela nossas alegria e felicidade.
Se você se identificou com o papel de vítima, levante a bunda da cadeira, levante seu traseiro de sua zona de conforto e se arrisque em pelo menos tentar.
Tentar lutar para chegar a ser feliz.
O tempo urge não percebeu ainda?
Se bobear estaremos novamente no Natal e novamente chegaremos no carnaval.
Não perca mais tempo, levante, mude, aposte!
Só assim o universo reconhecerá suas novas atitudes e sim estará lhe abrindo um novo patamar de consciência onde você não precisará mais sofrer para chamar a atenção alheia.
Você chamará a atenção por ser vitorioso e por poder tentar ser para você mesmo o grande heróis que precisa ser reconhecido.
Se reconheça por você mesmo e não espere que os outros façam isso por você.

Dica da Luciana, amiga de Curitiba, com o computador consertado que compartilha belas imagens e textos