sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Concurso para escolher o Melhor Pão de Queijo de Belo Horizonte

Abaixo trecho de matéria postada pelo Rusty Marcellini em seu blog, sobre o concurso de Melhor Pastel de Feira de São Paulo, em que sugeri a realização de um concurso similar em Belo Horizonte para se eleger o melhor Pão de Queijo artesanal.

No dia seguinte ao concurso de melhor pastel de feira de SP, recebi um e-mail de José Universo Soares, amigo e ouvinte do CBN Sabores BH, que sugeriu fazermos o mesmo em BH, só que ao invés do pastel de feira, elegeríamos o melhor pão de queijo artesanal da cidade.
Veja o que ele escreveu em seu e-mail: “Rusty, você que está entrosado no segmento gastronômico poderia abraçar a idéia de se fazer um festival para se eleger o melhor Pão de Queijo de BH, a exemplo do concurso que houve em Sampa para se eleger o melhor pastel de feira. Não vale concorrer pão de queijo industrializado, só receitas caseiras. O local? Embaixo das árvores da Av. Bernardo Monteiro, onde se realizam as feiras das flores e de antiguidades”.

Excelente a idéia do Universo Soares. Quem sabe no futuro o CBN Sabores BH não acate esta louvada idéia, se associe a órgãos públicos, privados, e associações, e organize tal concurso?

Foto: Via Blog do Rusty

Nossa Truculência - Clarice Lispector

Quando penso na alegria voraz
com que comemos galinha ao molho pardo,
dou-me conta de nossa truculência.
Eu, que seria incapaz de matar uma galinha,
tanto gosto delas vivas
mexendo o pescoço feio
e procurando minhocas.
Deveríamos não comê-las e ao seu sangue?
Nunca.
Nós somos canibais,
é preciso não esquecer.
E respeitar a violência que temos.
E, quem sabe, não comêssemos a galinha ao molho pardo,
comeríamos gente com seu sangue.

Minha falta de coragem de matar uma galinha
e no entanto comê-la morta
me confunde, espanta-me,
mas aceito.
A nossa vida é truculenta:
nasce-se com sangue
e com sangue corta-se a união
que é o cordão umbilical.
E quantos morrem com sangue.
É preciso acreditar no sangue
como parte de nossa vida.
A truculência.
É amor também.
Postado por Luiz Edmundo Germano Alvarenga no Blog do Alvarenga em 10/30/2009 10:21:00 AM
Foto: Internet

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Daniël Chesterfield - O Maior Mágico do Universo

Humor leve, inteligente e puro. Acho divertido humor sem apelação. Vale a pena ver.

video

Ah! Paris, Paris, Paris!

Não resisti em postar essa apresentação em PowerPoint Slide Show enviada pelo amigo Alceny Mendes, é mais uma apresentação com fotos de Paris, cidade que sempre me encanta, mesmo que sejam de lugares já vistos centenas de vezes. Nunca me canso de rever Paris. Se me perguntam qual a minha escolha entre New York e Paris, sempre escolherei Paris.
Clique no link abaixo e veja mais uma vez como Paris é conquistadora e romântica.
ConhecendoAEuropa.PrateI.Paris-BM45.pps
Dica: Alceny Mendes, amigo de Jequitibá e Região Metropolitana de Belo Horizonte

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Foto Musical - Genial!

Fazem 4 ou 5 anos fiz uma foto similar e tive a ideia de notas musicais. Como não sei nada de música passei a foto a um amigo para que tentasse fazer uma música com a posição das Andorinhas no fio. Por idas e vindas a ideia não nasceu. Ontem, me deparei com a notícia de uma Foto Musical no jornal Estadão.

A foto foi tirada no interior do Rio Grande do Sul pelo fotógrafo do jornal Estado de São Paulo, Paulo Pinto. O publicitário Jarbas Agnelli, viu a foto, imaginou notas musicais, recortou-a e levou para casa, compôs na mesma noite a música.

Clique no link abaixo veja a foto, a partitura e ouça a música composta. Super interessante. Essa ideia de compor uma música inspirando-se nos pássaros pousados em fios de eletricidade foi executada por Villa Lobos quando morou em New York. Uma manhã Villa Lobos olhou pela janela, viu os pássaros, teve a mesma visão de notas musicais, se inspirou e compôs uma música.

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,foto-de-passaros-no-fio-publicada-no-estado-vira-musica,428209,0.htm

Via Estadão - Valéria França

domingo, 25 de outubro de 2009

Voando sobre a França

Castelo de Chambord - França

Clique no link abaixo e faça um voo sobre as regiões abaixo citadas. Paisagens muito bonitas, vale a pena ver. É como estar sentado no lugar do piloto do segundo avião.
Acesse, espere o video carregar e depois acione o Play.

http://www.tubewatcher.tv/182

Depois da partida dos Alpes dirigir-se-ão para Oeste indo sobrevoar a baixa altitude o Vale do Loire passando mesmo por cima do castelo de Chenonceau (sobre o Cher) e logo de seguida à vertical dos telhados do castelo de Chambord. Caminhando para a Bretanha, a Norte, vão ver o Mont-Saint-Michel e mais adiante, já na costa atlântica francesa de Albâtre, brancas formações rochosas na região das falésias de Étreat, com o arco da falésia de Aval, e, pouco depois, sempre em direcção a Leste, praias do desembarque na Normandia e o memorial do cemitério americano da II GG em Colleville-sur-Mer.

Finalmente, estarão muito próximo do litoral Sul mediterrânico e dos Pireneus orientais sobrevoando no país dos Cátaros, não longe de Carcassonne, as ruínas do castelo-fortaleza de Peyreperteuse. Quase a terminar o passeio, próximo de Nimes, serão surpreendidos pelo magnífico aqueduto romano conhecido como Pont-du-Gard. O Gard que é um dos afluentes do Ródano. Infelizmente, acaba pouco depois...

Dica da Luciana Machado de Belo Horizonte

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Tributo a Claus Meyer

Jararaca Verde - Mata Atlântica - Brasil

Claus Meyer
Dusseldorf, Alemanha, 1944 — Rio de Janeiro, RJ, 1996

Biografia
Fotógrafo profissional desde 1967, abandonou o curso de economia para trabalhar no laboratório da agência Black Star em Nova Iorque, Estados Unidos. No final de 1969 veio para o Brasil e se estabeleceu no Rio de Janeiro, onde trabalhou para a revista Manchete (1969-1972). Fundou a agência Câmera Três em 1972, com Sebastão Salgado e Walter Firmo, da qual se desligou para montar a Tyba Agência Fotográfica, com Rogério Reis e Ricardo Azoury, em 1991. Destacou-se como fotógrafo da fauna e da flora brasileira. Foi premiado no Nikon Photo Contest International, Japão (1980/1981: 2º lugar e 1981/1982: Grande Prêmio) e no 14º Prêmio Abril de Jornalismo (categoria Retrato).

Mostras individuais

1989 – Beija flor, Banco Nacional de Desenvolvimento, Rio de Janeiro
1991 – Floresta Atlântica, Museu da Imagen e do Som, São Paulo
1991 – Naturaza, Jardim Botânico, Rio de Janeiro
1998 – Brasil: ecosistemas pelo fotógrafo Claus Meyer, Espaço Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Rio de Janeiro

Exposições coletivas

1986 – Mois de la Photo, Centre Georges Pompidou, Paris, França
1990 – Tucuruí, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
1992 - Golden Tamarin Lion, Nat. Wildlife Center, Washington, EUA
1992 – Clin d'oeil sur la photographie brésilienne, Centre Georges Pompidou, Paris, França
1992 – Brasilien: Entdeckung und Selbstentdeckung, Kunsthaus, Zurique, Suiça
1992 – Rio de Janeiro: retratos da cidade 1840/1992, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro
1993 – Fotografia Brasileira Contemporânea: anos 70 a 80, 1º. Mês Internacional da Fotografia, Sesc Pompéia, São Paulo
1993 – Olhares. Visões da Itália por 5 fotógrafos brasileiros, Casa da Fotografia Fuji, São Paulo
1995 – Contatos e Confrontos: o índio e o branco, Museu da Imagem e do Som, São Paulo
1995 – Caatinga – Sertão, Sertanejos, Centro Cultural São Paulo
1997 – Verde Lente – Fotógrafos Brasileiros e a Natureza, Museu de Arte Moderna de São Paulo
1998 – Amazônicas, Instituto Itaú Cultural, São Paulo

Publicações

- Passos da Paixão: O Aleijadinho. Rio de Janeiro: Alumbramento, 1984
- Amazônia, Flora Fauna. Rio de Janeiro: Edições Alumbramento, 1994
- Fronteira: O Brasil Meridional. Rio de Janeiro: Edições Alumbramento, 1995/1996

Fotos

Cristo do Passo da Crucificação - Obra de Aleijadinho - Congonhas do Campo - Minas gerais - Brasil
Perereca - Amazônia - Brasil
Esporte - Hipismo
Vitória Régia - Jardim Botânico - Rio de Janeiro - Brasil
Vendedor Ambulante - Bahia - Brasil
Surfista na Praia de Ipanema com a pedra da Gávea e o Morro Dois Irmãos ao fundo - Rio de Janeiro - Brasil

Silhueta de pescador fluvial - Rio Branco - Roraima - Brasil

Sertanejos cavalgando na caatinga - Brasil

Pessoa andando na praia no Pôr-do-Sol - Rio de Janeiro - Brasil

Pássaros em galho seco de árvore - Cratera de Ngorongoro - Tânzania - África

Palmeiras Imperiais e Cristo redentor - Jardim Botânico - Rio de Janeiro - BrasilMorcêgo - Amazônia - Brasil
Lua Cheia e Cristo Redentor - Rio de Janeiro - Brasil

Inseto

Golfinho

Trabalhadores no garimpo de ouro - Serra Pelada - Pará - Brasil

Frutos do mar - Caranguejos

Filhote de pássaro recém nascido
Escultura de leão e o gato

Cuxiú Marrom - fêmea - correndo o risco de extinção - Amazônia - Brasil

Cristo Redentor - Rio de Janeiro - Brasil

Colheita de Ostras - China

Beija Flor Tesourão - Mata Atlântica - Brasil

Beija Flor e Ipê Amarelo - Mata Atlântica - Brasil
Baiana Girando - Carnaval - Rio de Janeiro - Brasil
Baianas - Carnaval - Rio de Janeiro - Brasil
Acarajé na fritura - Comida típica da Bahia - Brasil

Artigo 01 - Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade. Foto: Claus Meyer/Tyba - 1993

Artigo 16 - Os homens e mulheres de maior idade, sem qualquer restrição de raça, nacionalidade ou religião, têm o direito de contrair matrimônio e fundar uma família. Foto: Claus Meyer/Tyba - MG

Fotos de Claus Meyer publicadas com autorização de Helena Meyer, viúva de Claus e minha amiga não muito distante - Rio de Janeiro - mas muito perto do coração. Helena foi colega e grande parceira de trabalho durante anos. Tenho por essa guerreira e sua família uma enorme admiração , carinho e amizade, mesmo à distância.
As fotos estão publicadas com a marca d'água da TYBA, a agência que Claus foi um dos criadores, em respeito aos direitos e ao trabalho profissional.

Agradeço a Helena, Christiana e Ingo Meyer a oportunidade de publicar em meu blog,um singelo e carinhoso tributo a Claus Meyer, grande PROFISSIONAL e ARTISTA. Agradeço também a liberação de uso de imagem.
Pesquisa - Currículo: Internet - Fotos: Agência TYBA

Para conhecer mais sobre a obra de Claus Meyer e outros grandes fotógrafos clique no link: www.tyba.com.br

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

A História da Olympus Pen - 50 anos

Esta é a história da Olympus Pen. Foram capturadas 60.000 imagens, 9600 impressões e depois mais 1.800 fotos. Clique no link abaixo e veja que show!

http://www.youtube.com/watch?v=m9Et7UQh1tg


Dica da Sonia Nigri, amiga carioca.

Escada Piano

As pessoas só utilizavam a escada rolante de uma estação de metrô de Estocolmo. Com a interferência de artistas que transformaram a escada comum ao lado em um teclado de piano, as pessoas, mesmo as com dificuldades para andar, mudaram o seu comportamento cotidiano apenas pelo prazer de se divertir e ouvir o som do piano ao pisar nos degraus. Veja que a pressa, foi substituída por subir mais lentamente a escada, as pessoas ficaram mais alegres e brincaram na escada, 66% das pessoas deixaram de usar a escada rolante.

Clique no link abaixo e veja que ideia interessante.

http://www.youtube.com/watch?v=EoB6F6Q0CGU

Pesquisa e vídeo: YouTube - Foto: Internet

Arquiteto ou Engenheiro quem é o responsável?

Enviado pela amiga carioca Sonia Nigri

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Prêmiação Nikon 2009 - Microfotografias

1º lugar - Fotogr de untera da planta Arabidopsis thaliana, ganhadora do concurso de microfotografia - Dr. Heiti Paves

2º lugar no concurso, foto de haste da flor de Sonchus asper, planta semelhante ao dente-de-leão - Gerd A. Guenther

3ºlugar foto de emulsão utilizada na fabricação de semicondutores, 200 vezes ampliada- Dr. Pedro Barrios-Perez
Acesse o site da Nikon para conhecer os outros premiados. Clique no link abaixo:
site da Nikon www.­nikonsmallworld.­com

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Sabará - Minas Gerais - Brasil

Igreja de São Francisco
Sempre que viajo fotografo as paisagens, prédios históricos, a arquitetura, as flora, a fauna, a gastronomia. Mas o que me chama mais a atenção são os detalhes.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo


Casa da Ópera

Casa Azul

Seu lugar está reservado, não tenha pressa.

Entre e fique à vontade, a casa é toda sua

Igreja Nossa Senhora do Rosário - Construída pelos escravos - Inacabada - 1768


Serenata

Atelier

Atelier

Chafariz do Rosário - 1746

Detalhe do Chafariz do Rosário - 1746


Quantas pessoas passaram ?

Namoradeira
Fotos: UNIVERSO