sexta-feira, 9 de março de 2012

Abaporu - Tarsila do Amaral

Tarsila do Amaral - Pintora brasileira, modernista, participou da semana de 1925. Seu quadro mais famoso, ABAPORU, encontra-se no Museu de Arte Latino americano de Buenos Aires - MALBA. Foi adquirido por US$ 1,5 milhoes de dólares, em 1995, pelo colecionador argentino Eduardo Costantini. Entrevistado, Costantini disse que o ABAPORU retornará ao Brasil, quando for criado um MALBA no Rio de Janeiro ou Sao Paulo.

Infelizmente, até a data, não ouvi ou li que alguma grande empresa, mecenas da arte ou governo brasileiro tenham se manifestado à respeito


ABAPOPRU 1928 - TARSILA DO AMARAL - Pincel e óleo sobre tela 
Tarsila deu ênfase ao trabalho braçal, pintando os pés e mãos grandes, valorizando o trabalho braçal e com a cabeça pequena desvalorizou o trabalho mental, que tinha na época menor importância
 Tarsila, presenteou a Oswald de Andrade, seu marido, pelo seu aniversário com o Abaporu.
Abaporu significa, "homem que come gente" em língua indígena Tupi. O quadro inspirou a Oswald de Andrade a escrever e criar o Manifesto Antropofágico, e a Semana de Arte Moderna, que reuniu vários escritores, pintores, escultores, jornalistas, intelectuais e pessoas ligadas arte e a cultura que queriam uma nova visão da arte brasileira, até então influenciada pelo que vinha do exterior, em especial da Europa e se agitava com o que na nova ordem cultural que também chegava até aqui, vindo do velho continente europeu..

Criou-se a Semana de Arte Moderna para "comer" a arte até então prenha das influências externas, deglutir e fazer nascer uma arte voltada para os simbolismos culturais brasileiros adotando o que de moderno estava surgindo na música, pintura, arquitetura, poesia, literatura na Europa, adaptando-a à realidade brasileira.

Participaram do evento realizado no Teatro Municipal de São Paulo, nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro de 1922 e fizeram parte do movimento : Tarsila do Amaral, Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Victor Becheret, Anita Malfatti, Guilherme de Almeida, Plínio Salgado, Menotti Del Pichia, Heitor Villa-Lobos, Sérgio Milliet, Tácito de Almeida, Di Cavalcanti, Milton da Costa, Lasar Segal, Ismael Nery, Rubens Borba de Moraes  que foi um dos organizadores da Semana, mas não participou do evento por se achar enfermo.

Pesquisa e imagem: Internet e Wikipédia