quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Acordar - Manuel Bandeira


Quando hoje acordei, ainda fazia escuro
(Embora a manhã já estivesse avançada).
Chovia.
Chovia uma triste chuva de resignação
Como contraste e consolo ao calor tempestuoso da noite.
Então me levantei,
Bebi o café que eu mesmo preparei,
Depois me deitei novamente, acendi um cigarro e fiquei pensando...
- Humildemente pensando na vida e nas mulheres que amei.

Foto: Captada no FB, enviada pelo amigo Eric Cohen. Desconheço o autor para dar os créditos. Caso, alguém conheça o autor da foto, favor enviar o nome para que receba os mais do que merecidos créditos.
Poema; Dica do "BRIMO" - Luiz Edmundo Germano Alvarenga - BLOG DO ALVARENGA