sábado, 6 de abril de 2013

Minas - Márcia Christina Lio Magalhães


Foto: UNIVERSO - OURO PRETO - MINAS GERAIS - 2012

Sou das montanhas, mistérios
Dos cafezais magistrais
Ouro, prata, minérios
... Rosas, vielas, vitrais...

Sou do serrado, riachos
Cachoeiras, carvão, ancestrais...
Terra boêmia, meu traço
Sou de Minas Gerais!

Ando a cavalo sem sela
Corto florestas, quintais
Sento à beira de janelas
Do arco de seus casarões...

Ser dessa terra me encanta
Mesmo distante do lar
Rua das flores, lembrança
Um dia hei de voltar...

Teu céu me acompanha Gerais,
Distância se faz solidão
Meus olhos, saudades, meus ais
Da infância, brincar de pião...

Minas de encantos brejeiros
Celeiro de fé, multidões
Visto-me de noites algibeiras
Para acompanhar procissões...

Olho os retratos antigos
Festa do Divino, dia Santo!
Há de morar na saudade
Versos de amores,
Meu pranto...

(Márcia Christina Lio Magalhães)
Livro: APQH edição 2013
Leia o blog da Márcia: POETAR É PRECISO