terça-feira, 30 de abril de 2013

MPQ - Música Popular de Qualidade - Emílio Santiago - "O romantismo não vai acabar nunca". Só nos resta viver...

  
Emílio Vitalino Santiago, nasceu no Rio de Janeiro, em 6 de dezembro de 1946 e faleceu em 20 de março de 2013, no Rio de Janeiro, aos 66 anos. Foi um dos melhores cantores e interpretes do Brasil.

Estudou direito na década de 1970, queria ser advogado, depois gostaria de ser diplomata, quando soube que não existia, no Brasil, um diplomata negro. Concluiu o curso de direito, incentivado pelos pais.

Nessa época, já cantava para os amigos e em bares da faculdade, não pensava em se tornar cantor profissional.

Seus amigos o incentivaram e o inscreveram em um festival da Faculdade, sem que ele soubesse. Participou e venceu o concurso. Depois desse primeiro sucesso, participou de vários festivais estudantis e venceu todos. A música entrou definitivamente em sua vida.



Participou do programa Flávio Cavalcanti - A Grande Chance, na TV Tupi, chegando como finalista. Foi crooner da orquestra de Ed Lincoln, e cantou em várias boates e casas de espetáculos noturnas.

Seu primeiro disco foi lançado em 1973, com as canções Transa de Amor e Saravá Nega, a partir daí, suas aparições em programas de rádio e TV, foi se acentuando.

Em 75, foi lançado seu primeiro LP, com músicas de Ivan Lins, João Donato, Nelson Cavaquinho, Marcos e Paulo Sérgio Valle. Lançou 10 álbuns pela gravadora Philips - Polygram, que tiveram poca vendagem e repercussão

Em 85, foi escolhido como o melhor interprete no Festival dos Festivais, com a canção Ellis, Ellis - da Rede Globo.

 No vídeo abaixo, do show O Melhor das Aquarelas, assista e ouça as músicas:

1. Flamboyant 2. Coisas da Paixão 3. Desenho de Giz/ Papel Machê 4. Só Nos Resta Viver 5. Perfume Siamês 6. Vai e Vem 7. Logo Agora O 8. Pelo Amor de Deus 9. Tempestade em Alto Mar 10. Tudo que Se Quer (All I Ask of You) 11. Tudo Errado/ Lesões Corporais/ Cadê Juízo 12. Verdade Chinesa 13. Saigon 14. Com a Perna no Mundo/ É/ O que é o que é 15. Aquarela do Brasil




Estourou para o sucesso em 85, com o lançamento do primeiro LP da série Aquarela Brasileira, que vendeu mais de 4 milhões de discos. Foram lançados 7 LPs da série, exclusivamente com músicas brasileiras, pela Som Livre.

Lançou vários discos com tributos a Dick Farney (Som Livre), Gonzaguinha e João Donato (Sony Music), e  discos com repertório de Bossa Nova e Boleros. Foram produzidos DVDs e CDs, com seu repertório de extremo bom gosto.
Seu lançamento mais recente foi o álbum O melhor das Aquarelas Brasileiras, com o repertório que gravou a partir de 1988 - Aquarela Brasileira.

Só Danço Samba, foi seu primeiro CD, lançado pelo seu selo Santiago Music, em 2012. O CD, ganhou um Grammy latino, como melhor álbum de Samba/Pagode. Posteriormente, Emílio lançou o DVD - Só Danço Samba. Uma homenagem a Ed. Lincoln, e em comemoração aos seus 40 anos de carreira.

"Saygon", "Lembra de Mim" e "Verdade Chinesa", estão entre os seu maiores sucessos.

Festivais em que Emílio Santiago participou e venceu:

1970 - Festival da Faculdade Nacional de Direito - Melhor Interprete, 1982 e 1985 - Festival MPB Shell da TV Globo - Melhor canção e Melhor interprete, 1990 e 1991 - Prêmio Sharp - Melhor Interprete e Show do ano, 2003 e 2008 - Prêmio TIM de Música - Melhor cantor e Disco de MPB, 2011 - Prêmio da Música Brasileira - melhor cantor de MPB, 2012 - Grammy Latino - Melhor Álbum de Samba e Pagode, prêmio dividido com a cantora Beth Carvalho (Álbum Nosso samba tá na rua).

A voz de Emílio Santiago era mais suave e profunda que a de Nat King Cole", escreveu o crítico de música do "The New York Times", em 24 de abril de 2009.

Pesquisas, foto, vídeos: Internet - Wikipédia - YouTube