sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Tivesse Eu... Márcia Cristina Lio Magalhães

Foto: Internet - Desconheço o autor

Tivesse eu poderes santos!
A divagar seu nome nas paredes mortas
Das cinzas do silêncio
Do fogo da ausência...

Tivesse eu poderes mágicos!
De asas de alegria que pousam nos sonhos
De páginas em branco nos labirintos de tinta...

Tivesse eu poderes natos!
Nasceria no jardim aos pés de girassóis
Para celebrar ao sol, primaveras eternas...

Tivesse eu poderes ímpios!
Mataria a morte em goles suicidas
Tombaria a espada em nome da boemia
Beberia o verso, pra acordar poeta...

DA "BRIMA" (Márcia Cristina Lio Magalhães) - Blog Poetar é Preciso

RECOMENDO: Compre o livro Poetar é Preciso direto com a Autora:
mktpoetarepreciso@yahoo.com.br