domingo, 20 de dezembro de 2009

Medusa de Bernini e Aylê-Salassié

Gian Lorenzo Bernini

Gian Lorenzo Bernini ou simplesmente Bernini, nasceu em 7 de dez\embro de 1598 em Nápole e morreu em Roma no dia 28 de novembro de 1680. Famoso artista do barroco Italiano. escultor, arquiteto, peintor, desenhista, cenógrafo. Muitas de suas obras estão no Vaticano e na cidade de Roma. Suas principais obras são: Baldaquino da Basílica de São Pedro e Praça de São Pedro no Vaticano, Fonte de Tritão em Roma, O Rapto de Prosepina , Davi, Apolo e Dafne(ambos estão na Galeria Borghese), O Êxtase de Santa Teresa, Medusa

O Rapto de Proserpina, detalhe - Gian Lorenzo Bernini

Cabeça de Medusa - Bernini
Medusa
Cabelos cacheados, aparentemente desgrenhados,
paraíso terrestre segredado,
parecia aos incautos um vinhedo
aos afoitos um ninho de serpente,
confundindo-os com o prazer e com o medo.
De beleza extrema portadora
petrificava quem nos olhos a fitasse
e na boca com o vinho enfeitiçava
aquele que primeiro a taça esvasiasse.
Olhava-se no espelho e se admirava:
- Pareço a Medusa.
se pareço, uma Górgona devo ser.
Na dimensão da seduçao o seu poder
assustava aos deuses e atiçava reis
para a morte e a devassidao.
Pelos homens temida e desejada,
Mesmo morta,
a Afrodite importunava
a vida dissoluta universalizada
que entre as irmas Górgonas reinava absoluta,
Fez escola, causou piedade e admiraçao,
despertando em todos desejos inconfessos .
Coube a Perseu restaurar moralidade,
Tomado por um misto de coragem e de temor,
entre princesas negras e nuas foi buscar, na África ,
as fórmulas e os artifícios do lugar
para dominar a deusa da beleza e do mal,
sem se deixar enfeitiçar.
Mas, ao contrario, eternizou-a.
Ao decepar a cabeça de Medusa
fêz surgir do pescoço Pégaso, um belo animal,
o cavalo alado de todo carnaval;
e, do outro lado, Crisaor e sua espada dourada da justiça.
E, ainda hoje,
com o sentido de assustar os maus espíritos,
as marcas do seu mito nao foram estirpadas.
Entre os gregos, a cabeça das vinhas e das serpentes
decoram telhados, templos e portais
tornando Meduza e as irmas górgonas imortais.

Aylê-Salassié 12.12.09
Texto Medusa: Gentilmente enviado pelo amigo Aylê de Brasilia e do mundo.

Pesquisa sobre Bernini e fotos: Wikipédia e Internet