segunda-feira, 16 de março de 2009

Tonico & Tinoco Tristeza do Jeca

Para ouvir a música Tristeza do Jeca clique no título acima em vermelho.
Caipira Picando Fumo - 1893 - Almeida Jr. - Pinacoteca do Estado - SP
A música Tristeza do Jeca foi votada e escolhida como a melhor música caipira de todos os tempos, 90 anos após seu lançamento.
Tristeza do Jeca foi inspirada no livro Jeca Tatu de Monteiro Lobato, lançado no memso ano. Foi tocada e cantada pela primeira vez no dia 24 de maio de 1918 pelo seu compositor Angelino de Oliveira.
Angelino foi escrivão de polícia, vendia imóveis, dentista e liderava o Trio Viguipi.
Tristeza do Jeca foi gravada por dezenas de artistas, mas a gravação feita por Tonico e Tinoco foi a mais votada na escolha da melhor música sertaneja de todos os tempos.

Tonico e Tinoco - 1945
A carreira musical dos irmãos Tonico (João Salvador Perez - São Manuel-SP, em 2 de março de 1917) e Tinoco (José Perez, - nascido em uma fazenda de Botucatu - SP, que hoje pertence ao município de Pratânia, em 19 de novembro de 1920) se iniciou na década de 1930, ainda adolescentes. Seu primeiro disco foi gravado em 1944, com o cateretê "Em Vez de Agradecer" (Furtado/J. Martins/Aimoré).
Algumas das canções mais populares da dupla são "Chico Mineiro" (Francisco Ribeiro e Tonico), "Chalana" (Mario Zan/Arlindo Pinto), "Moreninha Linda" (Tonico/Priminho/Maninho), "Mourão da Porteira" (Raul Torres/João Pacífico), "Tristeza do Jeca" (Angelino de Oliveira), "Boiada Cuiabana" (Raul Torres) e "Canta Moçada" (Tonico/Nhô Fio).
Tonico morreu em 1994. Tinoco prossegue em seu trabalho, agora ao lado de seu filho Tinoquinho. Tinoco completou 70 anos de carreira em 2006.

Vídeo, fotos e dados: YouTube, Wikipédia e http://www.widesoft.com.br/