sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Silviane Bellato - Soprano

Silviane Belatto - Soprano

Iniciou seus estudos em São Paulo com Carlos Vial e na Escola Municipal de Música de São Paulo vindo a aperfeiçoar-se com Magda Olivero em Barcelona, Espanha; Fedora Barbiere em São Paulo; Renata Scotto “Renata Scotto Opera Accademy” em Ischia, Itália e com o maestro Marcello Mechetti em São Paulo. Em 2003 formou-se pelo Instituto Superior de Artes do Teatro Colon de Buenos Aires, Argentina onde foi aluna de Mirtha Garbarini e Reinaldo Censabella e recentemente com a mezzo soprano Graciela Araya (Berlin)



Das Rheingold - Teatro Colon - Buenos Aires

Theatro Municipal do Rio de Janeiro A Flauta Mágica:

...Silviane conseguiu a façanha de ser a segunda soprano brasileira a cantar no Teatro Colon de Buenos Aires (a primeira foi Bidù Sayão), onde cantou o principal feminino de Simon Boccanegra, de Verdi. Sua Pamina é impecável pela linha musical, beleza do timbre e segurança cênica..." - Maria Tereza Dal Moro - jornal A Tribuna

"...As Pamina, Silviane Belatto was the only soloist who seemed to care about interpretation and tone colouring..." Rodrigo Maffei Libonatti

Theatro Municipal do Rio de Janeiro - Idomeneo:

"...Mas a Ilia muito delicada e refinadamente construída contrastou vivamente com a Elettra de Janette Dornellas..."

Crítica escrita por Sergio Segaline para a Revista Opera Internacional sobre concerto no Theatro São Pedro:

"...quanto a Silviane Bellato, se mostrou mais inteligente, com uma charmosa execução da aria de Medora..."

Soprano Silviane Belatto

Agregando talento artístico ao belíssimo timbre de sua voz de soprano, teve seu debut no Theatro Municipal de São Paulo cantando as missas Sol Maior de Franz Schubert e Lord Nelson de Haydn sob regência do Maestro Samuel Kerr. Logo em seguida se apresentou no Festival Internacional de Órgão do Mosteiro de São Bento com a Orquestra Sinfônica Municipal. Novamente no Theatro Municipal de São Paulo cantou Lauda per La Natività Del Signore de Ottorino Respighi sob regência de Mateus Araújo. Também cantou nas Vesperais Líricas as óperas Il Campanello, Die Zauberflöte, Die Lustige Witwe, Iolantha de Tchaykovski e Simon Boccanegra de Verdi. Foi vencedora do concurso Internacional de canto “Maria Callas”, São Paulo, no ano de 1999. Apresentou-se no Theatro São Pedro em São Paulo e na cidade de Americana sob regência Carlos Fiorini cantando a Krönungs Messe de Mozart e Concerto em Homenagem a Vincenzo Bellini. Cantou em Buenos Aires trechos da opera “Norma” de Bellini sob regência de Oscar Galvez.

Em abril de 2003 fez seu debut operístico no Teatro Colon de Buenos Aires, Argentina cantando o papel de Amélia do Simon Boccanegra de Verdi sob regência de Massimo Biscardi e direção de Constantino Yuri. Após sua estréia no Teatro Colon Silviane se apresentou no VII Festival de Opera de Manaus o papel de Nedda do I Pagliacci de Leoncavallo sob regência de Luiz Fernando Malheiro e direção de Caetano Vilela. Pelo Mozarteum Argentino cantou o papel de Micaela da Carmen de Bizet no Auditório Juan Vitoria, San Juan, Argentina, sob regência de Alexey Smirliev e também no Festival de Opera Aldo Baldim, Florianópolis sob regência de Jefferson Della Rocca.

Micaela - Carmen de Bizet

Em abril de 2004 estreou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro com o papel de Pamina de A Flauta Mágica de Mozart sob regência de Silvio Barbato e direção de Moacir Goes. Em Julho e agosto de 2004 retornou ao Teatro Colon de Buenos Aires e cantou o papel de Woglinde do O Ouro do Reno de Wagner sob regência de Charles Dutoit e o papel de Ladislaus na estréia sul americana da ópera Ubu Rex de Penderecki sob regência de Jaceck Kaspszyk. Em 2005 se apresentou em diversos recitais em São Paulo e interior promovido pelo Sesc-Sp. Cantou em Canela-RS um concerto com Arias e duetos das Operas La Bohème e Otello sob regência do Maestro Manfredo Schmiedt. Retornou ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro onde “A Criação” de Haydn, com regência de André Cardoso. Em março e abril de 2006 retornou ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro onde cantou novamente “A criação” de Haydn e estréia na ópera Idomeneo de Mozart sob regência de Silvio Barbato e direção de André Heller. Em dezembro de 2006 cantou a “Nona Sinfonia” de Beethoven no Theatro da Paz, Belém, sob regência de Mateus Araújo. Em 2007 se apresentou na programação oficial da Osesp cantando “Chansons Madécasses” de Maurice Ravel, entre outros recitais no Estado de São Paulo.

Idomeneo de Mozart - Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Em 2008 cantou o papel de Cio Cio San da Madama Butterfly no Centro Cultural Usiminas em Ipatinga, Festival de música Guiomar Novaes em São João da Boa Vista e no Theatro São Pedro sob direção de Isabel Nogueira Batista. Cantou o papel de Santuzza no Teatro Artur Rubinstein, e os papéis de Tosca e Mimi de La Bohème na série “Opera aos Montes” sob direção de João Malatian.

Recentemente cantou o papel de Ilara da opera Lo Schiavo de Carlos Gomes no XIV Festival de Opera de Manaus (2010), Teatro Amazonas, sob regência de Luiz Fernando Malheiro.

Repertório: Amelia (Simon Boccanegra), Leonora (Il Trovatore), Amelia (Un Ballo in Maschera), Leonora (La Forza del destino), Aida (Aida), Desdemona (Otello), Elvira (Ernani), Cio Cio San (Madama Butterfly), Mimi (La Boheme), Liù (Turandot), Manon Lescaut (Manon Lescaut), Norma (Norma), Ilara (Lo Schiavo), Salomé (Salomé), Nedda (I Pagliacci), Contessa (Le Nozze di Figaro)

Assista nos vídeos abaixo Silviane Belatto e sinta a beleza de suas interpretações e vibrante voz









Agenda das próximas apresentações:
Palacio de Bellas Artes
Recital Silviane Bellato y Ángel Rodríguez
Mexico,DF
February, 06
Festival Alfonso Ortiz Tirado - Alamos 2011
Noche de Gala "Brasil en mis Canciones"
Silviane Bellato e Ángel Rodríguez
Sonora, Mexico
January, 27
Pesquisa, fotos e vídeos: Internet - Site e Blogs da Silviane Belatto - YouTube
Conheça mais a Silviane Belatto visitando seu site oficial e seus blogs: