domingo, 24 de julho de 2016

Florence Foster Jenkins- A pior cantora do mundo

Florence Foster Jenkins, nasceu em 19 de julho de 1868, em Wikes - Barre , Pensilvânia , nos Estados Unidos e faleceu em 26 de novembro de 1944, em Nova York, NY. 
Foi milionária e cantora americana que fez sucesso nos anos 40, pela sua persistência em cantar clássicos mais difíceis do canto lírico, sem acertar uma nota sequer. Era tão desafinada e gritava tanto em suas apresentações, que foi chamada de  A Diva do Grito pelo público que comparecia em seus recitais.
Herdeira do patrimônio que seu pai, uma rico banqueiro, usou seu dinheiro após os 41 anos de idade, depois da morte de seu pai, para atingir os seus sonhos de ser cantora desde os 7 anos de idade,
Seus recitais anuais no Hotel Ritz tinham grande procura e entre seu público viam-se nomes de compositores, cantores e artistas famosos.Toda a renda de seus recitais iam para entidades filantrópicas.
Após uma fase sem se apresentar e gravar discos, ela se apresentou no Carnegie Hall, em 25 de outubro de 1944, local de apresentações futuras de grandes nomes da música. Tão logo o recital foi divulgado os ingressos se esgotaram em poucas horas.
Foi uma anoite de grandes confusões, tendo a polícia de intervir para controlar o tumulto causado pelo grande número de pessoas que queriam ver o recital. Mais de 2.000 pessoas voltaram para suas casas sem conseguir entrar no Carnegie Hall.
Uma semana depois de sua sonhada apresentação no Carnegie Hall, aos 76 anos, Florence Foster faleceu em sua casa.

Vários espetáculos contando a sua trajetória foram criados, Souvenir, foi apresentado em Nova York e no Brasil o espetáculo Gloriosa, interpretado por Marília Pera, em 2009.
Recentemente estreou no Brasil o filme Florence Foster Quem é Essa Mulher?, com Meryl Streep e Hugh Grant, sobre a carreira de Florence Foster Jenkins.
Ouça, nos vídeos abaixo, o quanto Florence Foster era péssima para cantar, assassinou com suas interpretações obras de Verdi, Bach e Mozart.

 













Vídeos: YouTube - Pesquisa Internet: Wikipédia e outros sites.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Mistério do 666

Imagem: Internet

Matemático desvenda mistério da exacosioihexecontahexafobia, ou medo do 666.

Quero ouvir você pronunciar rapidamente e num fôlego a palavra acima em vermelho.

Telescópio espacial registra imagens mais distante já feitas do UNIVERSO.

                  Primeira foto: UNIVERSO fazendo churrasco na laje


             Segunda foto: Estou bem no meio da foto, achou?

                     Terceira foto:  Abaixo, a imagem mais distante.  
°

A segunda foto capturei no Blog da brima poeta Márcia C. Lio Magalhães

Receitas de drinks com cachaça 3 - Calendário Pirelli 1975

Clique nas imagens para ampliar




sexta-feira, 8 de julho de 2016

Preludio pra ninar gente grande (menino passarinho) - Luiz Vieira

Gravei o vídeo abaixo para registrar como os animais respondem aos sinais de quem não quer fazer o mal .
Vi esse bichinho ser chocado e nascer. Ser alimentado no ninho, até adquirir penas e descer para o chão no seu primeiro voo ensaiado e sem jeito.  
Depois, alçou voos mais ousados, distantes e sempre voltando para perto da mãe. 
Foi se acostumando comigo, chegando perto, até que comeu em minha mão.
Durante um almoço, veio e pousou em meu ombro esperando alguma comida.
São momentos mágicos que muitas pessoas conseguem interagindo em paz com a natureza e seus seres.
Sorte minha que consegui e consigo ver a beleza da vida em micros, pequenos e grandes detalhes.
Me sinto um menino que conseguiu ter o seu amigo passarinho, solto, livre para voar, ir e vir, chegar e ficar nas minhas mãos, nos meus ombros, sem medos.
Compartilho esse pequeno e mágico momento com vocês.
Em seguida, publico a letra e vídeo com Luíz Vieira interpretando Preludio pra ninar gente grande - Menino passarinho.

video


Quando estou nos braços teus
Sinto o mundo bocejar.
Quando estás nos braços meus
Sinto a vida descansar.
No calor do teu carinho
Sou menino-passarinho
Com vontade de voar.
Sou menino-passarinho
Com vontade de voar.


quinta-feira, 7 de julho de 2016

Cachaça cheia de graça, cheia de nomes




Moagem de cana no engenho, Hercules Florence, Museu Paulista da USP, São Paulo


Conforme a região do Brasil a cachaça é conhecida e chamada por nomes variados, assim como as marcas que são produzidas por todo o Brasil. Temos a cachaça (pinga) de cana de açúcar, de banana (Morretes - Paraná), de uva (Grappa ou Graspa) e de outras frutas.

Os nomes baixo foram compilados na Revista Marketing de 1975 e publicados em um calendário da Pirelli, juntamente com várias receitas de batidas, as quais publicarei em outras postagens. Esse calendário estava nos "alfarrábios" de meu falecido pai.

E também por Felipe Jannuzzi e Gabriela Barreto, criadores do Mapa da Cachaça, site especializado na bebida, elencaram mais de 400 nomes.


A
a-do-diabo, abre, abre-bondade, abre-coração, abrideira, abridora, aca, ácido, aço, acuicui, a-do-ó, água, água-benta, água-bórica, água-branca, água-bruta, água-de-briga, água-de-cana, água-de-setembro, água-lisa, água-pé, água-pra-tudo, água-que-gato-não-bebe, água-que-passarinho-não-bebe, aguardente, aguarrás, agundu, alicate, alpista, alpiste, amarelinha, amorosa, anacuíta, angico, aninha, apaga-tristeza, aquelazinha, a-que-incha, aquela-que-matou-o-guarda, a-que-matou-o-guarda, aquiqui, arapari, ardosa, ardose, ariranha, arrebenta-peito, assina-ponto, assovio-de-cobra, azeite, azougue, azulada, azuladinha, azulina, azulzinha
B
bafo-de-tigre, baga, bagaceira, baronesa, bataclã, bicarbonato-de-soda, bicha, bichinha, bicho, bico, birinaite, birinata, birita, birrada, bitruca, boa, boa-pra-tudo, bom-pra-tudo, borbulhante, boresca, braba, branca, brande, branquinha, brasa, braseira, braseiro, brasileira, brasileirinha, brava, briba
C
cachorro-de-engenheiro, caeba, café-branco, caiana, caianarana, caianinha, calibrina, camarada, cambraia, cambrainha, camulaia, cana, cana-capim, cândida, canguara, canha, canicilina, caninha, caninha-verde, canjebrina, canjica, capote-de-pobre, cascabulho, cascarobil, cascavel, catinguenta, catrau, catrau-campeche, catuta, cauim, caúna, caxaramba, caxiri, caxirim, caxixi, cem-virtudes, chá-de-cana, chambirra, champanha-da-terra, chatô, chica, chica-boa, chora-menina, chorinho, choro, chuchu, cidrão, cipinhinha, cipó, cobertor-de-pobre, cobreia, cobreira, coco, concentrada, congonha, conguruti, corta-bainha, cotréia, crislotique, crua, cruaca, cumbe, cumbeca, cumbica, cumulaia, cura-tudo
D
danada, danadinha, danadona, danguá, delas-frias, delegado-de-laranjeiras, dengosa, desmanchada, desmanchadeira, desmancha-samba, dindinha, doidinha, dona-branca, dormideira
E
ela, elixir, engenhoca, engasga-gato, espanta-moleque, espiridina, espridina, espírito, esquenta-aqui-dentro, esquenta-corpo, esquenta-dentro, esquenta-por-dentro, estricnina, extrato-hepático
F
faz-xodó, ferro, filha-de-senhor-de-engenho, filha-do-engenho, filha-do-senhor-do-engenho, fogo, fogosa, forra-peito, fragadô, frinha, fruta
G
garapa-doida, gás, gasolina, gaspa, gengibirra, girgolina, girumba, glostora, goró, gororoba, gororobinha, gramática, granzosa, gravanji, grogue, guampa, guarupada
H
homeopatia
I
iaiá-me-sacode, igarapé-mirim, imaculada, imbiriba, incha, insquento, isbelique, isca
J
já-começa, jamaica, januária, jeriba, jeribita, jinjibirra, juçara, junça, jura, jurubita, jurupinga
L
lágrima-de-virgem, lamparina, lanterneta, lapinga, laprinja, lebrea, lebréia, legume, levanta-velho, limpa, limpa-goela, limpa-olho, limpinha, linda, lindinha, linha-branca, lisa, lisinha
M
maçangana, maçaranduba, maciça, malafa, malafo, malavo, malunga, malvada, mamadeira, mamãe-de-aluana, mamãe-sacode, manduraba, mandureba, mangaba, mangabinha, marafa, marafo, maria-branca, maria-meu-bem, maria-teimosa, mariquinhas, martelo, marumbis, marvada, marvadinha, mata-bicho, mata-paixão, mateus, mé,  melé, meleira, meropéia, meu-consolo, miana, mijo-de-cão, mindorra, minduba, mindubinha, miscorete, mistria, moça-branca, moça-loura, molhadura, monjopina, montuava, morrão, morretiana, muamba, mulata, mulatinha, muncadinho, mundureba, mungango
N
não-sei-quê, negrita, nó-cego, nordígena, número-um
O
óleo, óleo-de-cana, omim-fum-fum, oranganje, oroganje, orontanje, oti, otim, otim-fifum, otim-fim-fim
P
panete, parati, parda, parnaíba, patrícia, pau-de-urubu, pau-no-burro, pau-selado, pé-de-briga, péla-goela, pelecopá, penicilina, perigosa, petróleo, pevide, pílcia, pilóia, pilora, pindaíba, pindaíva, pindonga, pinga, pingada, pinga-mansa, pinguinha, piraçununga, piribita, pirita, pitianga, pitula, porco, porongo, preciosa, prego, presepe, pringoméia, pura, purinha, purona
Q
quebra-goela, quebra-jejum, quebra-munheca, quindim
R
rama, remédio, restilo, retrós, rija, ripa, roxo-forte
S
saideira, salsaparrilha-de-brístol, samba, santa-branca, santamarense, santa-maria, santinha, santo-onofre-de-bodega, semente-de-arrenga, sete-virtudes, sinhaninha, sinhazinha, sipia, siúba, sorna, sumo-da-cana, sumo-de-cana-torta, suor-de-alambique, suor-de-cana-torta, supupara, suruca
T
tafiá, talagada, tanguara, teimosa, teimosinha, tempero, terebintina, tiguara, tindola, tíner, tinguaciba, tiguara, tiquara, tira-calor, tira-juízo, tira-teima, tira-vergonha, titara, tiúba, tome-juízo, três-martelos, três-tombos
U
uca, uma-aí, unganjo, upa, urina-de-santo
V
vela, veneno, venenosa, virge, virgem
X
xarope-de-grindélia, xarope-dos-bebos, xarope-galeno, ximbica, ximbira, xinabre, xinapre
Z
zuninga

Imagens: Internet - Alambiques do Brasil

POR QUE O SEU FILHO NÃO É UMA CRIANÇA DIFÍCIL - ANANDA URIAS


Crianças são seres cheios de vida, questionadores e inquietos, que estão sempre prontos para descobrir o que tem por trás de um simples ‘não’ e vivem rodeados de ‘POR QUEs’. Hoje, basta uma criança derrubar um copo de suco na mesa de um restaurante, brigar com um amiguinho na escola, questionar uma ordem, procurar explicações para aquilo que ela não entende, que já todos a sua volta praguejam: Nossa, que criança difícil!

Então, senta aqui, amiga que eu vou te falar o que o mundo ainda não percebeu: O SEU FILHO NÃO É DIFÍCIL, O SEU FILHO É UMA APENAS UMA CRIANÇA. 

CRIANÇAS NÃO SÃO DIFÍCEIS. DIFÍCIL MESMO É SER CRIADO EM UM MUNDO ONDE AS PESSOAS TEM FILHOS, MAS NÃO TEM TEMPO PARA ELES. Difícil mesmo é viver em um mundo onde as pessoas não respeitam o momento da criança, não tem paciência para os seus infindáveis QUESTIONAMENTOS, não têm empatia pelos seus medos (e que são muitos), não tem vontade de brincar e escutar as suas histórias cheias de fantasias.

Crianças não são difíceis, nós é que não temos tempo de levar uma criança até o parque, brincar no pula pula, jogá-lo para o alto, ensiná-los a andar de bicicleta sem rodinha, pintar o corpo, o papel, o chão, as paredes de casa com tinta enquanto fazem uma obra de artes em família. Perdemos a leveza de um café da manhã em família, a alegria de fazer um simples piquenique no parque ao som de sorrisos infantis, deturpamos os valores de uma infância feliz.

Uma criança ativa hoje é dona de um diagnostico de deficit de atenção, hiperatividade, dificuldade em conviver com o próximo. Uma criança ativa hoje é dopada com altas doses de tecnologia para que não faça barulho, não espalhe os brinquedos pelo chão da sala, não precise da atenção dos seus pais. Dizem até que uma criança ativa hoje é uma criança difícil de se conviver. E todos dizem em um coro só: manda a criança difícil para o psiquiatra, psicólogo, aula de inglês, espanhol, francês, natação, judô e ballet. Porque criança difícil hoje, não tem sequer o direito de brincar ou nada fazer.

Crianças dão trabalho, questionam, brincam, desobedecem, ajudam, atrapalham… e nada disso faz deles uma criança difícil de conviver. Eu demorei muito para descobrir que a dificuldade da minha filha era na verdade, a minha dificuldade em aceitar que ela não iria sempre me obedecer. Crianças não estão no mundo para suprir as nossas necessidades de auto firmação parental. Crianças não estão no mundo para nos fazer ganhar prêmios em competições maternas de redes sociais.

Grandes personalidades da história, foram crianças astutas e inquietas. E é preciso compreender que é DIFÍCIL CRESCER, é difícil descobrir quem somos! No dia que eu aceitei que difícil mesmo é ser criança nesse mundo engessado e cheio de regras, onde crianças são tratadas como adulto, muita coisa mudou por aqui.

O seu filho não é uma criança difícil, ele é apenas uma criança ansiando por viver o que de melhor o mundo tem para oferecer.

Beijos,

Ananda Urias - @maezice

EU FALO UM TAL DE MINERÊS - Tino Gomes




Belohorizonte é a capital de Minas
E nós falano é um trem doidmais
Onqueuvô onqueutô oio as menina
Êta trem bom é andar por Minas Gerais
Popôpó pa fazê um cafezim
Cum pão de queijo pruzianno um mucaquim
ópcevê se num parece português
Prestenção esse é o tal do minerês...
Eu sou mineiro e falo um tal de minerês
Eu sou de Minas e falo aqui procês
Eu sou mineiro e falo um tal de minerês
Eu sou mineiro e falo um tal de minerês
Na dispidida agente fala inté
Casdiquê eu tô falano aqui comoçês
reda um tiquim queeu chegoai gorinha mês
é sem noção num é alemão e nem inglêss
Oncetá seria bom sôcê ficasse
E me dizê sesse ons passa savassi
Que trem é esse que parece inté francês
Ô dódôcê, se num intendê o minerês
Sôcês anima a gente ensina aqui procês
Eu sou mineiro e falo um tal de mineres

Vídeo: YouTube