domingo, 18 de outubro de 2015

Se Eu Quiser Falar Com Deus - Gilberto Gil

Para mim, essa é uma das poucas músicas de Gil que eu gosto, e gosto muito. É um momento de reflexão esse encontro com o Deus de cada um.

Cada um tem o seu Deus, conforme a sua visão, necessidade de amparo, busca, fuga, desculpas, para obter forças, para enfrentar as vicissitudes da vida ou para acomodação. "Deus quis assim fazer o que?", "Tem que ser como Deus quer", "Esperar que Deus me ajude e resolva os "pobremas", "poblemas" ou "probremas".

Cada um vê e curte o seu Deus, conforme sua crença. Fala com ele, acredita e credita todas as suas lutas e conquistas pessoais somente a Deus, muitas vezes, nunca acreditando em si e seus esforços. A todo momento cita Deus, todas as falas terminam com Deus. Eu tenho um certo desconforto e fico admirado com esse uso exagerado de Deus.

Muitos usam Deus, para explicar e justificar seus atos, o que ignoram, o desconhecido. Deus foi criado para tentar explicar o inexplicável. Cada um tem o Deus que deseja e segue a fé que acredita. Cada um sabe de si.

Tenho avaliado essa busca, a minha, por Deus. Tenho algumas conclusões. Não o encontrei ainda pessoalmente, não sei quem é. Nunca vi uma certidão de registro de seu nascimento. Não sei sua origem.
Mas já ouvi algumas de suas ideias.

De uma coisa eu tenho certeza. Ele não gosta de templos ricos e suntuosos, nem de qualquer tipo de templo ou imagens. Ele não precisa ser confinado a quatro paredes, gosta de ficar livre, leve e solto.

Não aprova representantes de qualquer tipo e credo.

Não precisa que profissionais da fé tentem falar em seu nome, como se fossem seus legítimos representantes, que usam roupas caras, bordadas a ouro, há Cardeal usando veste de grife, cabelos bem cortados, bem produzidos para impressionar pela imagem. Pessoas, muitas vezes, sem experiência de ter tido uma mulher, um lar, filhos, trabalho, que se acham capacitadas para dizer o que o outro deva fazer.

Não aprova os falsos líderes religiosos, muitos mal- intencionados, que cometem abusos sexuais contra indefesos, que se aproveitam de sua posição para influenciar e obter vantagens financeiras sobre pessoas que mal ganham para viver. 
Que condenam a televisão como máquina do diabo, mas possuem uma escondida em sua casa. Ou até mesmo uma rede de TV. Que fazem verdadeiros shows e circos da fé arrecadores de dinheiro.

Não aprova suntuosidade, taças e peças de ouro, prata, jatos, helicópteros, carros importados blindados, casas luxuosas, adquiridos  com as "doações", para uso e benefícios dos profissionais da fé.

Não precisa e condena pagamento de dízimos e doações que aliviem a consciência de doadores, para sustento de verdadeiras empresas da fé. Lavagem de dinheiro, malas cheias de dinheiro circulando, evasão de divisas, isenção de impostos que oneram o contribuinte e que mantém o status de uma minoria. Para ele o estado deve ser laico.

Não precisa, menos ainda, de um potentado, país, sede de governo para sua morada ou ser cultuado.

Não necessita e nem apoia a mistura explosiva de política e religião, não prega o apoio a ditadores e opressores, partidos, grupos políticos e financeiros. Não aceita a junção de fé e poder. Nunca incentivou e incentiva guerras santas ou que a sua fé estivesse e esteja a serviço do poder.

Não quer que eu o tema.

Não quer que eu vire o rosto para receber outra agressão, ou que eu perdoe pessoas que me fazem o mal.

Deseja que eu viva bem  e feliz com a minha família e os verdadeiros amigos.

Orienta-me para que eu não prejudique as pessoas com objetivos de tirar benefícios pessoais e profissionais.

Que eu continue honesto, ético e viva a vida com muito prazer e felicidade.

Pede para não me frustrar com dificuldades e pessoas ruins, apenas que busque superá-las e esquecê-los. Virar a página da vida e seguir em frente.

Pede que eu não seja perfeito. Sobretudo, que eu cometa erros para que eu tente me aprimorar e crescer como pessoa.

Que eu seja o responsável pelos meus atos e não fuja de minhas responsabilidades.

Que eu faça sempre as críticas necessárias de forma equilibrada e que contribua com ideias e soluções.

Que não abra mão de meus princípios e direitos. Mas, que cumpra com os que cabem, respeitando os dos outros.

Que não aceite a violência e a não a pratique.

Que entenda que as minhas ideias, nem sempre, são as melhores ou que tenham que ser aceitas. Que procure entender e aceitar ideias,opiniões contrárias.

Que respeite as diversidades. Entendendo que não há brancos, negros, amarelos, índios, gays, lésbicas, ricos, pobres, de credos e posições políticas diferentes. Mas, seres humanos, que tem que ser respeitados e valorizados.

Que eu não tenha inveja do sucesso dos outros. Que eu busque ser, mais do que ter. Que eu tenha o que desejar, sem me perder, desde que seja para minha felicidade e obtido com o meu trabalho e honestamente.

Ajudar a quem eu possa e que mereça. Sem criar vícios e dependências. Não sentir culpa, caso não o faça ou possa fazê-lo.

Que eu trate e cuide bem dos animais assim como, de toda a natureza.

Para cuidar dos meus, olhá-los com amor. Orientá-los, motivá-los e dar-lhes muita luz e sabedoria de viver.

Que eu cuide e minha vida e saúde.

Que eu não o ocupe com coisas mesquinhas, pois ele tem muitas outras pessoas para olhar e que necessitam mais de seu apoio.

Espero que, quando encontrá-lo, pessoalmente, possamos bater um bom papo, descobrir coisas em comum e se torcermos para o mesmo time, aí será "Mamão com açúcar".

Esse é o Deus com quem converso sobre o Universo que habito. Que, assim ele seja. Já, que assim sou.







SE EU QUISER FALAR COM DEUS - Gilberto Gil - 1980

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar



Dica enviada pela querida prima de "Xisdifora" - Áurea Maranduba