sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Castel San Pietro Terme - Itália

San Pietro fica na região Emília Romanha, província de Bolonha
Portal de entrada de Castel San Pietro Terme

Torres de 3 igrejas, uma ao lado da outra


Relógio de Sol


Portal de entrada, Torre com relógio - San Pietro


Arcadas

Fotos: UNIVERSO

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Gabriel Chegou !!!!!!!

Acabou de chegar para alegrar mais ainda nossas vidas, o segundo netinho, chama-se Gabriel, pesa 3770kg, mede 50.8cm, forte e muito lindo. Seja bem-vindo, nosso querido neto. Desejamos muita saúde, paz e muita LUZ para você, sua irmãzinha Beatriz e para seus pais.
Nós te amamos!!!
Arcanjo Gabriel

Gabriel

Seu nome significa "Homem de Deus". É o Arcanjo da Esperança, da Anunciação, da Revelação, sendo comumente associado a uma trombeta - é a voz de Deus, o transmissor das boas novas.

Este Arcanjo é citado várias vezes na Bíblia Sagrada. Foi ele que anunciou ao profeta Daniel a vinda do Redentor. Disse assim o Profeta: Apareceu Gabriel da parte de Deus e me falou: dentro de setenta semanas de anos(ou seja 490 anos) aparecerá o Santo dos Santos.(Dan 9).

Ao Arcanjo Gabriel foi confiada a missão mais alta que jamais haja sido confiada a alguém: anunciar a encarnação do Filho de Deus. Por isso é muito venerado desde a antiguidade. O termo de apresentação quando apareceu Zacarias para anunciar-lhe que ia ter por filho João Batista foi este: Eu sou Gabriel, o que está na presença de Deus.(Luc. 1,19)

São Lucas disse: Foi enviado por Deus o Anjo Gabriel a uma cidade da Galileia, a uma virgem chamada Maria, e chegando junto a ela, disse-lhe: "Salve Maria, cheia de graça, O Senhor está contigo", ela ficou confusa, mas disse-lhe o Anjo Gabriel: Não tenhas medo. Maria, porque estais na graça do Senhor. Conceberás um filho a quem porás o nome de Jesus. Ele será Filho do Altíssimo e seu Reino não terá fim.

Segundo a tradição, Gabriel e seus Anjos são mensageiros das boas notícias, nos ajudam a dar bom rumo e direção à nossa vida, nos dão compreensão e sabedoria. É a ele que recorremos quando necessitamos desses dons.

Oração

Portador das boas novas, das mudanças, da sabedoria e da inteligência.

Arcanjo da Anunciação, trazei todos os dias mensagens boas e otimistas.

fazei com que eu também seja um mensageiro, proferindo somente palavras e atos de bondade e positivismo.

Concedei-me o alcance de meus objetivos.

Que assim seja e sempre será.

Pesquisa: Texto e foto - Internet

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Bem-vinda - DRAUZIO VARELLA

Dr. Drauzio Varella

MINHA NETA acabou de nascer.

Não é a primeira, tive outra há cinco anos; uma menina de bons modos e olhar atento que encanta a família inteira.
Curiosa a experiência de ser avô, perceber que a espiral da vida dá uma volta completa; a primeira que independe de nossa participação.
Sim, porque até o nascimento de um neto os acontecimentos biológicos de alguma forma dependeram de ações praticadas por nós: nossos filhos só existem porque os concebemos, os fatos que constituíram a história de nossas vidas apenas ocorreram porque estávamos por perto; mesmo nossos pais só se transformaram em figuras carregadas de significado porque nos deram à luz.

Os netos, em oposição, vêm ao mundo como consequência de decisões alheias, nasceriam igualmente se já nos tivéssemos ido.
A ideia de nos tornarmos seres biologicamente descartáveis é incômoda, porque nos confronta com a transitoriedade da existência humana: viemos do nada e ao pó retornaremos, como rezam os ensinamentos antigos.

Por outro lado, liberta do compromisso de transmitirmos às gerações futuras os genes que herdamos das que nos precederam, força da natureza que reduz a essência da vida na Terra (e em qualquer planeta no qual ela porventura exista ou venha a existir) ao eterno crescei, competi e multiplicai-vos, como ensinaram Alfred Wallace e Charles Darwin.

A sensação de que nos livramos dessa incumbência biológica, entretanto, não nos torna imunes ao ensejo de proteger os filhos de nossos filhos como se fossem extensões de nós mesmos.
Somos impelidos a fazê-lo não por senso de responsabilidade familiar ou por normas de procedimento ditadas por imposições sociais, mas por ímpetos instintivos irresistíveis.
Os biólogos evolucionistas afirmam que a seleção natural privilegiou nas crianças uma estratégia de sobrevivência imbatível: a beleza.

Fossem feias e repugnantes, não aguentaríamos o trabalho que nos dão, porque cavalos e bezerros ensaiam os primeiros passos ao ser expulsos do útero materno, enquanto filhotes de primatas como nós são dependentes de cuidados intensivos por anos a fio.

Dizem eles, também, que o amor dos avós conferiu maior chance de sobrevivência aos bebês que tiveram a sorte de contar com ele, razão pela qual esse sentimento teria persistido em nossa espécie. Pelo mesmo motivo, explicam as vantagens evolutivas conferidas pela menopausa, fase em que a mulher já infértil reúne experiência e disponibilidade para ajudar os filhos a cuidar da prole.

Sejam quais forem as raízes biológicas, o fato é que caímos de quatro diante dos netos.
Por mais voluntariosos, mal-educados, egoístas, temperamentais e pouco criativos que os outros os julguem, para nós serão lindos, espertos, de boa índole e, sobretudo, inteligentes como nenhuma outra criança.

Anos atrás, surpreendi um amigo ao telefone perguntando para o neto como fazia o boizinho do sítio em que o menino de dois anos se encontrava.
A cada "buuuu" que ouvia, meu amigo ria de perder o fôlego.
Diante do riso exagerado, perguntei como reagiria quando a criança relinchasse.
Você verá quando for avô, respondeu.
Tinha razão.

Os netos surgem em nossas vidas quando estamos mais maduros, menos preocupados em nos afirmar, mais seletivos afetivamente, desinteressados de pessoas que não demonstram interesse por nós, libertos da ditadura que o sexo nos impõe na adolescência e cientes de que não dispomos mais de uma vida inteira para corrigir erros cometidos, ilusão causadora de tantos desencontros no passado.

A aceitação de que não temos diante de nós todo o tempo do mundo cria o desejo de nos concentrarmos no essencial, em busca do máximo de felicidade que pudermos obter no futuro imediato. A inquietude da inexperiência e os desmandos causados por ela dão lugar à busca da serenidade.

Fase inigualável da vida, quando abandonamos compromissos sociais para brincar feito crianças com os netos, sem nos acharmos ridículos.
Ajoelhar para que montem em nossas costas, virar monstros, onças ou dinossauros em obediência ao que lhes dita a imaginação aventureira, preparar-lhes o jantar que não comerão, assistir aos desenhos animados da TV, ler histórias na cama quando estão entregues, beijar-lhes o rosto macio, sentir-lhes o cheiro do cabelo e a respiração profunda ao cair no sono.
Texto enviado pelo filho Ulisses M. Soares, de Miami. Texto publicado na Folha de São Paulo - Foto: Internet

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

É para isso que servem os amigos

Amigos servem para fazer com que os outros amigos brilhem sempre. Então, desejo muita LUZ para todos vocês, meus velhos e novos queridos amigos.
Burt Bacharach, nasceu em 12 de maio de 1928, em Kansas City, Missouri. Cantor, pianista e compositor americano. Compôs várias músicas para temas de Hollywood. Nos anos de 60 e 70 juntamente com Hal David e outros compositores escreveu muitas canções de sucesso. Durante os anos 50 e início dos 60 trabalhou como maestro e pianista de Marlene Dietrich
Álbuns de maiores sucessos

Hitmaker! Burt Bacharach Plays His Hits (1965)

What's New Pussycat Soundtrack (1965), Reach Out (1967)

Casino Royale Soundtrack (1967)

Make it Easy on Yourself (1969)

Butch Cassidy & The Sundace Kid Soundtrack (1969)

Promises, Promises Soundtrack (1969)

Burt Bacharach (1971)

Living Together (1974)

Futures (1977)

Woman (1979)

One Amazing Night (1998)

Painted From Memory com Elvis Costello (1998)

Isley Meets Bacharach: Here I Am com Ronald Isley (2003)

At This Time (2005)

Clique no link abaixo e ouça Dionne Warwick, Stevie Wonder, Elton John e Gladys Knight cantado a bela canção That's What Friends Are For


No vídeo abaixo você verá o compositor de That's what friends are for, Burt Bacharach ao piano, com Dionne Warwick, Olivia Newton John e Carole Bayer Sager.

http://www.youtube.com/watch?v=w92euFg3fkA - OLIVIA NEWTON JOHN - THAT´S WHAT FRIENDS ARE FOR live Dionne Burt Bacharach Carole Bayer Sager

Nesse próximo video ouça Burt , Dionne e Whitney Houston

http://www.youtube.com/watch?v=01dh4rJMamc - That's What Friends Are For 1989 Whitney & Dionne Warwick LIVE - Burt Bacharach ao piano

That's what friends are for
Burt Bacharach

And I never thought I'd feel this way
And as far as I'm concerned
I'm glad I got the chance to say
That I do believe I love you

And if I should ever go away
Well then close your eyes and try
To feel the way we do today
And then if you can remember

Keep smiling, keep shining
Knowing you can always count on me, for sure
That's what friends are for

For good times and bad times
I'll be on your side forever more
That's what friends are for

Well you came in loving me
And now there's so much more I see
And so by the way I thank you

Oh and then for the times when we're apart
Well then close your eyes and know
The words are coming from my heart
And then if you can remember

Keep smiling, keep shining
Knowing you can always count on me, for sure
That's what friends are for

In good times and bad times
I'll be on your side forever more
That's what friends are for

Keep smiling, keep shining
Knowing you can always count on me, for sure
That's what friends are for

For good times and bad times
I'll be on your side forever more
That's what friends are for

Keep smiling, keep shining
Knowing you can always count on me, for sure
That's what friends are for

For good times and for bad times
I'll be on your side forever more
That's what friends are for
(Thats what friends are for)

É para isso que servem os amigos
Versão


Eu nunca pensei que me sentiria assim
E ate onde eu saiba
E estou feliz de ter a chance pra dizer
Que eu acredito que amo você

E caso eu um dia vá embora
Bem, então feche seus olhos e tente
Sentir-se como estamos hoje
E aí então você pode lembrar

Continue sorrindo, continue brilhando
Sabendo que você sempre pode contar comigo
Com certeza
é para isso que servem os amigos

Nos tempos bons e ruins
Eu estarei ao seu lado, pra todo o sempre
É para isso que servem os amigos

Bem, você veio me amando
E agora há tanta coisa que eu vejo
E então, por sinal, eu te agradeço

E então nos tempos em que estamos separados
Bem, então feche seus olhos e saiba
Essas palavras estão vindo do meu coração
E aí então se você puder lembrar

Continue sorrindo, continue brilhando
Sabendo que no seu caminho, você pode contar
comigo, com certeza
É para isso que servem os amigos

Nos tempos bons e ruins
Eu estarei ao seu lado, pra todo o sempre
É para isso que servem os amigos

Dica recebida com votos de uma vida iluminada do amigo de LUZ, João Rodrigues do Rio de Janeiro, Carnaval e praia em fevereiro

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Prato do dia - Polenta

Passo a passo de como preparar uma comida fácil, rápida e saborosa. Ideal para um dia chuvoso de muita lezeira e que você não esteja afim de sair de casa e nem de comer mais um desses "delivery bate entope" ou uma pizza "freio de mão" - comeu, para tudo...

Ingredientes: 1kg de linguiça de pernil, 3 tomates bem maduros, 1 abobrinha italiana média, 1/2 cebola média, salsinha, orégano e azeite extra virgem a gosto, sal quanto basta para a polenta, 1,5 litro de água e 7 a 8 colheres (sopa) de fubá

Linguiça de pernil frita e cortada em rodelas, abobrinha italiana ralada no ralo grosso

Salsinha picada, cebola e mussarela ralados no ralo grosso
Bater no liquidificador os tomates, bem maduros, com casca e sementes, até ficar um creme expesso. Em seguida numa panela, refogue levemente com um pouco de azeite a cebola ralada, adicione o tomate batido e em seguida a linguiça picada, deixe cozinhar por uns 10 a 15 minutos em fogo brando.
Fubá para a polenta - Prepare um angu mole, tempere com uma pitada de sal

Montagem do prato
Coloque no fundo de um pirex ou travessa refratária, uma porção de linguiça e molho

Em seguida uma camada de polenta mole

Junte a abobrinha ralada, polvilhe orégano a gosto

Por cima da abobrinha, faça uma camada com a mussarela

Mais uma camada de linguiça e molho

Repita a camada de polenta e ponha por cima um fio generoso de azeite extra virgem

Por último, mais uma camada com o resto do molho e linguiça

Salpique a salsinha picada e leve ao forno para derreter a mussarela
Sirva em seguida. Pode acompanhar arroz branco e pão para enxugar o molho no fundo do prato. Prefiro comer a polenta pura, até ficar com o "olho parado".
Vale cerveja durante o preparo do prato e da degustação.
Preparo do prato: Universo e Walcira - Fotos: Universo

Rei Pelé - Jogadas do Gênio

Edson Arantes do Nascimento, "majestaticamente" falando REI PELÉ ou GÊNIO PELÉ
Nasceu em Três Corações, Minas Gerais, Brasil, em 23 de outubro de 1940 (69 anos).
Durante a sua carreira jogou em apenas 3 clubes, Bauru de 52 a 56, Santos de 56 a 74 (1115 jogos e 1091 gols), Cosmos de 75 a 77 (55 jogos e 31 gols) e na Seleção Brasileira de 56 a 71 ( 115 jogos e 103 gols)
video

"O difícil não é fazer mil gols como Pelé. O difícil é fazer um gol como Pelé"
(Carlos Drummond de Andrade)

Pelé foi Campeão do Mundo com 17 anos
Viajava, chegava cansado, jogava e arrasava com os adversários

Completo, chutava marcava gols com o pé esquerdo e com o direito, de cabeça (cabeceava com os olhos abertos), bicicleta, de letra, calcanhar, de falta, de penalti com a famosa paradinha, tabelava com as pernas do adversário, tinha um equilibrio e uma arrancada inigualáveis. Era tinhoso e escorregadio, cavava falta, fazia falta e dava porrada quando necessário.

Pelé toca violão, compõe e canta, participou de vários filmes - Pedro Mico, Fuga para a vitória, Os Trapalhões e o rei do futebol e Pelé Eterno

video

Pelé participou de 115 partidas pela seleção brasileira (92 oficiais), marcando 103 gols. O último jogo pela seleção foi no Maracanã, em 18 de julho de 1971, Brasil 2 x 2 Iugoslávia.

Títulos conquistados - Copas do Mundo de 58, 62 e 70, Mundial Interclubes 62 e 63, Super Copa Mundial Interclubes 69, Taça Libertadores da América 62 e 63, Taça Brasil 61, 62, 63, 64 e 65, Torneio Roberto Gomes Pedrosa 68, Torneio Rio-São Paulo 59, 63, 64 e 66, Campeonato Paulista 58, 60, 61, 62, 64, 65, 67, 68, 69 e 73, Campeonato Norte Americano 77 pelo New York Cosmos

Pelé 1.000 gols

O milésimo gol foi marcado em 19 de novembro de 1969, às 23h11, em sua 909º partida, Vasco da Gama 1 x 2 Santos. Ao ser cercado pelos repórteres, Pelé disse: "Pensem no Natal. Pensem nas criancinhas". Pelé vestiu uma camisa de número 1000 e deu a volta olímpica no Maracanã.

Pesquisas, fotos e vídeos: Internet, Wikipédia, New York Times (Richard Sandomir), João Rodrigues e Adenir Balmant do Rio de Janeiro

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Prato do dia - Lanche ou salada.

Bom para um lanche no inicio da noite

Presunto cru, mussarela de Búfala, tomate cereja, óregano, manjericão, sal e azeite

Acompanhado de Ciabatta tradicional ou recheada de azeitonas pretas ou verdes, ou uma opção de recheio de champinhons de Paris e uma cervejinha bem gelada

Preparo dos pratos e fotos: UNIVERSO

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Aqui jazz, para quem é vivo - Sir John Dankworth

Johnny Dankworth - John Dankworth

Nasceu em Essex, em 20 de setembro 1927, na Inglaterra. Faleceu dia 6 de fevereiro de 2010. Compositor, clarinetista e saxofonista. Tocava clarineta e entrou para a Royal Academy of Music de Londres aos 17 anos. Começou a tocar Sax inspirado em Charlie Parker, americano, saxofonista de jazz.

Era marido da cantora de jazz Cleo Laine

Sir John Phillip William Dankworth -Recebeu em 2006 o título de "Sir" pelos serviços prestados à música.

Selecionei alguns vídeos para que você possa ouvir interpretações de Dankworth tocando sax, clarineta e acompanhando sua mulher Cleo Laine. Clique nos links abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=u4T9muPmFH0 - John Dankworth - Two piece Flower


http://www.youtube.com/watch?v=HFxaVmUrsU4 - John Dankworth. Return From Ashes

http://www.youtube.com/watch?v=lIkv4zNOKv8 - Cleo Laine and John Dankworth - I Got it Bad and That Ain't Good

http://www.youtube.com/watch?v=5e6-TtsoUVs - Cleo Laine & Johnny Dankworth - Woman Talk

http://www.youtube.com/watch?v=e48tmnqg5bc - Cleo Laine & Johnny Dankworth - Oh Lady Be Good

http://www.youtube.com/watch?v=uW1IsRkXCRs - Julian Lloyd Webber plays with John Dankworth

John-dankworth-buxton-opera-house.jpg
John Dankworth

Pesquisa e fotos: Internet e Wikipédia - Vídeos: Youtube

An Affair to Remember - Tarde demais para esquecer

Cary Grant e Deborah Kerr

Cary Grant - Nickie Ferrante e Deborah Kerr - Terry Mckay

An affair to remember, filme americano romântico de 1957, dirigido por Leo McCarey

An affair to remember

Composição: Harold Adamson e Leo Mccarey, musica Harry Warren

Our love affair is a wonderous thing
That we'll rejoice in remembering
Our love was born with our first embrace
And a page was torn out of time and space

Our love affair, may it always be
A flame to burn through eternity
So take my hand with a fervent prayer
That we may live, and we may share
A love affair to remember

Our love was born with our first embrace
And a page was torn out of time and space

Our love affair, may it always be
A flame to burn through eternity
So take my hand with a fervent prayer
That we may live, and we may share
A love affair to remember

Durante um cruzeiro um homem e uma mulher comprometidos se conhecem, se apaixonam e marcam um encontro no último andar do Empire State Building, para daqui há 6 meses, em Nova York. Ela sofre um acidente que impossibilita o encontro.
Aí foi uma choradeira geral no cinema. Vi esse filme em companhia de meus pais, devia ter uns 11 anos, eles choraram e eu também, aliás, no Cine Tamoios, em Belo Horizonte, naquela sessão saiu muita gente com os olhos vermelhos e nariz de Rena. A música me marcou muito e é uma das que mais tenho prazer em ouvir.

AN AFFAIR TO REMEMBER (TRADUÇÃO)

UM CASO DE AMOR PARA RECORDAR

Nosso caso de amor
É uma coisa maravilhosa
Que lembraremos felizes
Nosso amor nasceu
Com o primeiro abraço
E uma página foi rasgada
No tempo e no espaço

Nosso caso de amor
Pode ser sempre
Uma chama que queime
Pela eternidade

Então segure minha mão
Numa prece fervorosa
Que podemos viver
E compartilhar
Um caso de amor para recordar...

Então segure minha mão
Numa prece fervorosa
Que podemos viver
E compartilhar
Um caso de amor para recordar...

Quer ouvir a trilha sonora? É só clicar nos links em azul e ouça as interpretações que selecionei, Nat King Cole, Frank Sinatra, Johnny Mathis, o surpreendente Josh Groban, Emile Pandolfi numa gravação melodiosa ao piano e Vic Damone com a letra traduzida no vídeo. Só tem cobra criada.

Tarde Demais Para Esquecer (Versão que fez muito sucesso)

Carlos Galhardo

É tarde amor
Para esquecer
Sem teu amor
Eu não sei viver
Aquele beijo
Que eu te dei
Me prendeu demais
Sempre teu serei
Ardendo está
No meu coração
A chama é uma fiel paixão

Em minhas mãos
Deixa tua mão
E pede a Deus
Numa oração
Que o nosso amor
Dure sempre

Ouça e escolha a que você mais gosta. Boa audição

http://www.youtube.com/watch?v=t65HSMn7W5M - Nat King Cole An Affair To Remember (Our Love Affair)
http://www.youtube.com/watch?v=uh7oOihP_2g - Frank Sinatra - A Love Affair to Remember
http://www.youtube.com/watch?v=7rWQlK1TE-4 - An Affair To Remember by Johnny Mathis
http://www.youtube.com/watch?v=O3h2Y4Lp1w4 - An Affair to Remember - Josh Groban with John Williams ao piano
http://www.youtube.com/watch?v=2H6PKWn5208 - An Affair To Remember - Emile Pandolfi
http://www.youtube.com/watch?v=onVWRT5JPls - An Affair to Remember - tradução - no navio Island Star - Vic Damone

Dica da amiga e participante assídua do blog, Luciane de Curitiba

Pesquisa e fotos: Internet - Wikipédia - Vídeos: YouTube

Frase do dia - Capiba

Lourenço da Fonseca Barbosa ou musicalmente CAPIBA - Mestre do frevo

Capiba , nasceu em Surubim no dia 28 de outubro de 1904 e faleceu no Recife em 31 de dezembro de 1997. Músico e compositor brasileiro
Conhecido como grande compositor de frevos, dedicou parte de sua vida compondo obras para piano, com destaques para valsas e choros, obras que não conseguiu gravar. Compôs mais de 200 músicas, a maioria frevo, mas também sambas, valsas, choros e música erudita

Entre outras atividades, foi fundador e diretor da orquestra Jazz Band Acadêmica, diretor do Teatro do Estudante e do Teatro Popular do Nordeste
Formou-se em direito, mas nunca seguiu a carreira, foi também funcionário concursado do Banco do Brasil

Ouça o frevo de Capiba, clique no link abaixo e "freva" à vontade!!!

http://www.youtube.com/watch?v=li4SgjHF3Ic - Capiba - Madeira que cupim não rói

Capiba - Foto Teresa Maia - DP - 1966

"Somos madeira de lei que cupim não rói!"
(Capiba - Mestre do frevo)

Frase enviada pelo amigo PERNAMBUCANO Pedro Persivo, comentando sobre um texto da história pernambucana - Guerra das Pimentas - enviado pela amiga Luciane de CURITIBA.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

A Festa de Babette - Rubem Alves

Cena de A Festa de Babette
Meus pensamentos começam a teologar. Penso que Deus deve ter sido um artista brincalhão para inventar coisas tão incríveis para se comer. Penso mais: que ele foi gracioso. Deu-nos as coisas incompletas, cruas. Deixou-nos o prazer de inventar a culinária.

Comer é uma felicidade, se se tem fome. Todo mundo sabe disto. Até os ignorantes nenezinhos. Mas poucos são os que se dão conta de que felicidade maior que comer é cozinhar. Faz uns anos comecei a convidar alguns amigos para cozinharmos juntos, uma vez por semana. Eles chegavam lá pelas seis horas (acontecia na casa antiga onde hoje está o restaurante Dali). Cada noite um era o mestre cuca, escolhia o prato e dava as ordens. Os outros obedeciam alegremente. E aí começávamos a fazer as coisas comuns preliminares a cozinhar e comer: lavar, descascar, cortar — enquanto íamos ouvindo música, conversando, rindo, beliscando e bebericando. A comida ficava pronta lá pelas 11 da noite.

Ninguém tinha pressa. Não é por acaso que a palavra comer tenha sentido duplo. O prazer de comer, mesmo, não é muito demorado. Pode até ser muito rápido, como no McDonald's. O que é demorado são os prazeres preliminares, arrastados — quanto mais demora maior é a fome, maior a alegria no gozo final. Bom seria se cozinha e sala de comer fossem integradas — os arquitetos que cuidem disso — para que os que vão comer pudessem participar também dos prazeres do cozinhar. Sábios são os japoneses que descobriram um jeito de pôr a cozinha em cima da mesa onde se come, de modo que cozinhar e comer ficam sendo uma mesma coisa. Pois é precisamente isto que é o sukiyaki, que fica mais gostoso se se usa kimono de samurai.

Quem pensa que a comida só faz matar a fome está redondamente enganado. Comer é muito perigoso. Porque quem cozinha é parente próximo das bruxas e dos magos. Cozinhar é feitiçaria, alquimia. E comer é ser enfeitiçado. Sabia disso Babette, artista que conhecia os segredos de produzir alegria pela comida. Ela sabia que, depois de comer, as pessoas não permanecem as mesmas. Coisas mágicas acontecem. E desconfiavam disso os endurecidos moradores daquela aldeola, que tinham medo de comer do banquete que Babette lhes preparara. Achavam que ela era uma bruxa e que o banquete era um ritual de feitiçaria. No que eles estavam certos. Que era feitiçaria, era mesmo. Só que não do tipo que eles imaginavam. Achavam que Babette iria por suas almas a perder. Não iriam para o céu. De fato, a feitiçaria aconteceu: sopa de tartaruga, cailles au sarcophage, vinhos maravilhosos, o prazer amaciando os sentimentos e pensamentos, as durezas e rugas do corpo sendo alisadas pelo paladar, as máscaras caindo, os rostos endurecidos ficando bonitos pelo riso, in vino veritas... Está tudo no filme A Festa de Babette. Terminado o banquete, já na rua, eles se dão as mãos numa grande roda e cantam como crianças... Perceberam, de repente, que o céu não se encontra depois que se morre. Ele acontece em raros momentos de magia e encantamento, quando a máscara-armadura que cobre o nosso rosto cai e nos tornamos crianças de novo. Bom seria se a magia da Festa de Babette pudesse ser repetida...

O trecho de texto de Rubem Alves, acima foi publicado no jornal "Correio Popular", Campinas(SP), com o qual o educador e escritor colabora.

Pesquisa e foto: Internet

Jantar de aniversário da Lady inglesa - Fino humor inglês

Cena de A Festa de Babette

Para comemorar seus 90 anos de idade, a Senhora inglesa convida o seus 4 amigos, como faz todos os anos, para um refinado jantar.

Seus amigos já são falecidos, o mordomo bêbado os representa. O mordomo pergunta a senhora "Como nos anos anteriores, madame?". Ela responde, "Sim, James sempre como nos anos anteriores. E ele vai servindo, bebendo e cada vez mais seus serviços ficam melhores.

Bem acesse o link abaixo e assista esse sensacional e hilariante vídeo. Cenas que só so grandes atores ingleses são capazes de interpretar com um humor sadio, elegante e refinado.

http://www.dailymotion.com/video/x5zld2_diner-pour-un-humour-anglais-tres-d_fun

Dica e vídeo gentilmente enviados pela amiga Luciane de Curitiba
Foto: Internet

Guernica de Picasso em 3D


Auto-retrato de Picasso na juventude

Batizado Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de la Santíssima Trinidad Ruiz y Picasso, simplesmnete Pablo Picasso ou genialmente Picasso

Nasceu em Málaga, Andaluzia, Espanha, em 25 de outubro de 1881 e morreu aos 91 anos em Mougins, Provence-Alpes Côte d'Azur, França em 8 de abril de 1973. Pintor, escultor e desenhista.

O Gênio Picasso

Um dos maiores mestres da arte do século XX. Criou milhares de trabalhos em pintura, cerâmica e esculturas. Conhecido como co-fundador do Cubismo, juntamente com Georges Braque.

Uma de suas mais conhecidas obras, o mural GUERNICA, encontra-se no Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia, em Madri. Nele Picasso retrata o ataque covarde, realizado pelos aviões da Fôrça Aérea da Alemanha (Luftwaffe) de Hitler. Nessa obra, Picasso mostrou os resultados dos bombardeios contra o civis da pequena Guernica, na Espanha. A covardia, brutalidade, desumanidade e a estupidez do que é a guerra estão ali pintados de maneira crua e forte.

No vídeo abaixo veja uma espetacular apresentação em 3D do mural Guernica.

http://www.youtube.com/watch?v=xQ_uGbQanNw - A 3D Exploration of Picasso's Guernica

Dica do torcedor tricolor flumineiro e amigo Adenir Balmant

Pesquisa, fotos e vídeo: Internet, Wikipédia e YouTube